destaque

destaque
11 de jun de 2016

ARTISTA UTILIZA O SÍMBOLO DO PENTE AFRO PARA CELEBRAR ATIVISTAS AFRICANOS



Artista nigeriano Fred Martins compartilha sua mais recente coleção de arte politicamente carregada com Indaba. Sua série anterior chamou a atenção para o grave problema da mudança climática , que foi destinado a desencadear uma resposta emocional no espectador - que poderia, então, levar a uma melhor gestão global. Este novo projeto celebra ativistas africanos, que foram presos por tentar impor a liberdade e justiça para os africanos. Usando o símbolo do "pente afro", a série de Martins inclui retratos de Marcus Garvey, Martin Luther King Jr., Nelson Mandela, Patrice Lumumba e Fela Kuti.





26 de mai de 2016

30 (POR RODRIGO CIRÍACO)



30 caras nus, expostos na praça. 30 paralelepípedos pendurados em 30 sacos. De 30 escrotos. 30 pedaços de madeira de 30 centímetros para introduzir e retirar nos 30 anus, durante 30 minutos. Ou durante 30 anos. Durante 30 meses. 30 dias. 30 minutos de cuspidas, escarros. Toda uma vida de repugnância, nojo, asco. 30 milhões de homens apoiadores, estupradores acompanhando. Pensando. Eu posso ser o 30 próximo. 30 vidas de indiferença. 30 vidas para expor a indignação, a revolta. 30 vontades de matar, sangrar, estripar. Em 30 pedaços. 30 chagas. 30 manchas. 30 marcas. Indeléveis. 30 linhas, 30 páginas, 30 livros. Insuficientes. 30 vontades de matar – e para me aproximar deles. 30 vontades que preciso extirpar para não me tornar como eles. 30 desejos que preciso racionalizar para não virar o apoiador deles. O "mito" deles. Os 30 políticos que se dizem tão distante deles. Que defendem 30 penas de morte. Que defendem que 30 mulheres são feias e só por isso não merecem ser estupradas. 30. Não é suficiente, mas vou me contentar com 30. 30 anos de prisão. 30 anos de reclusão. 30 anos de penitência. 30 anos sem liberdade. 30 anos vendo o sol nascer quadrado, atrás das grades. Para os 30. E para todos os outros. Espero que aconteça. Nos próximos 30 segundos...
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30. 30 homens. Mais 01 mulher estuprada no Brasil.

VÍDEO DE QUINTA: CONCERTO PELA DEMOCRACIA


Manifestação 'Fora Temer' em São Paulo


Em um “ato-concerto” épico convocado por músicos no vão do Palácio Capanema – sede do antigo Ministério da Cultura (Minc) no Rio de Janeiro –, centenas de manifestantes entoaram a Carmina Burana, de Carl Orff, pela saída do presidente interino Michel Temer.






Gravado no Palácio Gustavo Capanema em 17/05/2016
Excelente edição by Midia Ninja
6 de mai de 2016

MADE IN TESS ASPLUND


Foto: David Lagerlöf

A imagem mostra o momento em que uma mulher corajosa fica na frente dos líderes de uma marcha que reunia mais de 300 nazistas e se nega a deixa-los passar. A ativista é considerada, desde então, uma heroína na Suécia por seu gesto “icônico” de desafio à marcha fascista.

A fotografia foi tirada por Borlänge, Dalarna, na Suécia central, onde a organização nazista Nordiska motståndsrörelsen (Movimento de Resistência Nórdica) estava conduzindo uma manifestação no último domingo, 1º de Maio.

Enquanto centenas de neonazistas, vestidos com uniformes caseiros de camisa branca e gravata verde escuro, marchavam pelas ruas de Borlänge, Tess Asplund, uma mulher negra de 42 anos, se colocou em seu caminho e enfrentou os líderes do grupo com seu punho erguido.
30 de abr de 2016

ESCOLAS DO RIO DE JANEIRO EM LUTA



A ocupação das escolas públicas do Rio de Janeiro completou um mês e os estudantes seguem firmes na luta. A emocionante foto acima mostra a persistência dos alunos da Escola Estadual Chico Anysio, que estão a três dias sem energia elétrica mas não se intimidaram.

Confira o mapa de escolas ocupadas no Rio de Janeiro: http://bit.ly/25NCb05
30 de mar de 2016

AS ILUSTRAÇÕES ÁCIDAS DE JOHN HOLCROFT



Estava dando uma navegada pelo tumblr e acabei me deparando com o trabalho incrível do ilustrador John Holcrof. Vale a pena conhecer esse artista que faz um bom uso da sátira ao levar os problemas sociais e dos tempos modernos para seu trabalho. As críticas são certeiras, desconcertantes e muitas vezes engraçadas mas sem perder o poder de provocação. As ilustrações tem uma pegada meio retrô. 

O inglês John Holcroft cresceu em Lancashire e tinha nove anos quando se mudou para Yorkshire. Passou boa parte da infância desenhando e pintando. Durante a faculdade, se tornou fã de vários artistas como David Cutter, Ian Pollock e Edward Hopper e se graduou em design gráfico. Mas, nos anos 1990, ficou sem muitos trabalhos e passou anos fazendo bicos em design, o que até colaborou para praticar ilustração no tempo livre.
Em 1996, começou a fazer freelances e por cinco anos fez todos os trabalhos pintados em papel. Só em 2001, a tecnologia entrou no estilo do artista e, de lá para cá, ele reinventou o próprio traço várias vezes. Ele já realizou diversos trabalhos para a BBC, TUC, Reader`s Digest, Financial Times, Walker Books e vários outros jornais.















24 de mar de 2016

VÍDEO DE QUINTA: O DIA QUE DUROU 21 ANOS



Em clima de suspense e ação, o documentário apresenta, em três episódios de 26 minutos cada, os bastidores da participação do governo dos Estados Unidos no golpe militar de 1964 que durou até 1985 e instaurou a ditadura no Brasil. Pela primeira vez na televisão, documentos do arquivo norte-americano, classificados durante 46 anos como Top Secret, serão expostos ao público. Textos de telegramas, áudio de conversas telefônicas, depoimentos contundentes e imagens inéditas fazem parte dessa série iconográfica, narrada pelo jornalista Flávio Tavares.



O jornalista Flávio Tavares, participou da luta armada, foi preso, torturado e exilado político. Através da série, dirigida por seu filho Camilo Tavares, ele explora suas vivências e lembranças. E mais: abre uma nova oportunidade de reflexão sobre o passado.