destaque

destaque
31 de jul de 2009

Entre Os Que Pretendem E Os Que Nunca Vão Chegar...



Eu nasci para ser página
Aquela do meio
Que hora quer cá
Ora quer lá
E no fim das costas
O que já se encontrava escrito
Espera uma nova forma de se interpretar...
Foi de fato intrigante
A sua forma de manusear
Mas não foi pareo para me arrancar
Para me tirar da Inércia
Do sério... Eu sou metade
Estou sempre no meio
A um passo de te contar
Só que não sou prólogo
Sou espelho
Estou preso alí
entre os que pretendem
e os que nunca vão chegar

4 comentários:

Cleidson Lourenço at: 22 de agosto de 2009 16:59 disse...

muuuuuuuuuito bom

O que Cintila em Mim at: 18 de janeiro de 2011 09:38 disse...

"Eu nasci para ser página..."
Muito lindo!

Santiago Régis at: 27 de março de 2011 20:26 disse...

será que vc ainda está no meio hoje? Como vc anda escrevendo seu livro heim? rsrsr

O Pedagogento at: 28 de março de 2011 07:16 disse...

não... as coisas mudaram, hoje em dia sou autor, ilustrador e diagramador do meu livro!"Entre os que pretendem e os que nunca vão chegar"... e não é que pretendí e cheguei :)

Postar um comentário