destaque

destaque
28 de mar de 2012

E COMER MATERIAL ESCOLAR, PODE?



A orientação vale para todo o Estado. Professores não podem comer a merenda dos alunos. Não importa se sobrou. Professor com fome tem que recorrer a marmita ou ao próprio salário para se alimentar. Segundo gestores das instituições de ensino essa é uma "lei" que sempre existiu, mas que agora está sendo fiscalizada com mais rigor. 

O problema do consumo da merenda por profissionais foi notado por membros do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), órgão do Ministério da Educação (MEC), durante visita a escolas mineiras, no ano passado. Embora não haja lei sobre alimentação escolar que proíba o consumo por professores, a SEE-MG emitiu ofício às SREs orientando que a prática é proibida. A alegação é que "o consumo é exclusivo dos alunos".

E os educadores brasileiros são obrigados a enfrentar mais esse descaso. Enquanto várias leis aprovadas e que deveriam estar em pleno exercício, garantindo os direitos dos cidadãos, simplesmente não funcionam, outras surgem via ofício-recomendação com direito a fiscalização e tudo. Em um momento como esse, espero que existam centenas e centenas de gestores de escolas por esse Brasil que estejam desrespeitando essa recomendação com louvor.

Fonte: Jornal Super Notícia (terça feira, 27 de março de 2012)

Saiba Mais:

Merenda sobra nas escolas e professores não podem comer 
Ratos e insetos podem comer a sobra, a gente não 
Acredite se quiser. Professores não vão mais poder comer merenda nas escolas. Se comer, poderá ser preso...

1 comentários:

Anônimo at: 29 de junho de 2012 14:39 disse...

peço que os órgãos responsáveis visitem as escolas de maceió , tem escola que parece restaurante e aproveitem para analisar a água que consumida pelos alunos.

Postar um comentário