destaque

destaque
19 de jul de 2012

VÍDEO DE QUINTA: MEMÓRIAS DA LITERATURA INFANTIL E JUVENIL




"Meu avô me ensinava que com as 26 letras do alfabeto, eu podia escrever tudo que eu pensava, e eu achava muito pouca letra para escrever tudo. Então eu tava sempre pensando uma palavra que eu não desse conta de escrever. Era sempre isso. Então meu exercício de infância com as palavras era esse de pensar uma palavra que eu não pudesse escrever. E até hoje eu acho que é isso, essa tentativa que eu faço na literatura. Saber que a palavra não esgota, a palavra nunca escreve tudo que a emoção sente."
Bartolomeu Campos de Queirós

0 comentários:

Postar um comentário