destaque

destaque
28 de set de 2012

PESSOAS SÃO INSTITUCIONALIZADAS E NÃO PRÉDIOS


Tarsila do Amaral - Operários (1933)

Pessoas são institucionalizadas e não prédios. Paredes não escrevem estatuto. Reclamamos daquilo que nós próprios construímos, causas vão descendo a planos cada vez menores em busca da garantia do poder. No momento da prestação de contas, e não digo a religiosa, assumimos a posição de éticos, generosos, respeitosos, verdadeiros, centrados, preocupados com a caminhada do outro (agora sim religiosamente). Atitudes que nunca exercitamos durante toda a caminhada. 

Estamos dispostos a "abrir mão" daquilo que não mais nos pertence a tempos, ou que já sugamos até a última gota. Achamos que a inteligência está na estratégia enquanto ela se esconde na clareza dos atos.  Estratégia demais é má intenção.

Cuidado ao discursar sobre a importância da autonomia que de repente alguem esteja levando você a sério. Uma vez me disseram que autonomia é um automóvel em movimento, que as pessoas são cachorros correndo atrás da roda, e que quando o carro para não sabem o que fazer. Pois penso que muitas vezes o que acontece é diferente: a autonomia é um automóvel em movimento, as pessoas estão correndo atrás, e o automóvel não para. Quando o condutor da situação é alcançado pelos cachorros, digo pessoas, é ele próprio que não sabe como agir.

Está contra a parede? Faça um discurso com a voz em baixo tom. Use a experiência como arma. Pontue com veemência os erros do outro que os ouvintes se concentrarão em revê-los mentalmente e não terão tempo de pontuar os seus. Recorra a uma testemunha pelo menos a um nível hierárquico acima do seu. Reforce a importância da manutenção da cordialidade e da boa convivência. Parabéns! Você virou o jogo.

1 comentários:

Dulce Morais at: 29 de setembro de 2012 07:01 disse...

A clareza dos atos que descreve ser necessária só tem igual na ideia que aqui expressou. Afinal, a consciência de cada um deveria servir para não nos transformar-mos em cachorros, digo pessoas, que correm atrás do automóvel...

Postar um comentário