destaque

destaque
1 de out de 2012

KENNETH GOLDSMITH E A PEDAGOGIA DA NÃO CRIATIVIDADE



Kenneth Goldsmith é uma personalidade polêmica. Criou um site chamado UbuWeb que inicialmente era um repositório de poesia e hoje contêm um rico material de cultura contemporânea e experimental. É um "saqueador" da rede e com uma audácia e brilhantismo incríveis, sabe-se lá como, consegue encontrar raridades com o intuito de torná-las públicas através do site.
"O poder está no múltiplo e distribuído, não no escasso e único."
 Segundo Kenneth não entram no acervo do UbuWeb obras que estiverem em catálogo e forem acessíveis a todos.
“Se você colocou os arquivos na internet, tudo pode ser remixado. Não há mais estabilidade em nada. O contexto é absolutamente louco. Você não pode dizer ‘isso é meu’. Acho ótimo, amo essa ideia.”

Kenneth é artista, poeta e escreveu alguns ensaios críticos sobre poesia. É o responsável pelo curso universitário sobre escrita não criativa na Pensilvânia, que propõe uma abordagem democrática e libertária para a criação literária. Defende uma pedagogia da não criatividade.

Eis a descrição do curso:

"Está claro que noções há muito tempo consensuais sobre criatividade estão sob ataque, desgastadas pelo compartilhamento de arquivos, a cultura midiática, a mixagem generalizada, e a replicação digital. Como a escrita reage a esse novo ambiente? Este workshop vai enfrentar esse desafio, empregando estratégias de apropriação, replicação, plágio, pirataria, mixagem, saque, como métodos de composição. No percurso, vamos traçar a rica história das falsificações, fraudes, truques, avatares e simulações em todas as artes, com ênfase particular para como elas empregam a linguagem. Veremos como as noções modernistas de acaso, procedimento, repetição e a estética do tédio se combinam com a cultura pop para usurpar ideias convencionais do tempo, lugar e identidade, como expressas linguisticamente"


 O que Kenneth define como não criatividade, acabam por se tornarem maneiras diferentes de se pensar a produção de arte em uma época onde a tecnologia muda as regras do jogo. A metodologia de sua oficina consegue fazer com que as pessoas tenham um pensamento crítico perante aquilo que já fora produzido e instiga a uma criação que abre os olhos para as diversas formas de exploração, interpretação, releitura, que mostram muito da gente mesmo, aflorando aquilo que chamamos de criatividade. Vale a pena dar uma pesquisada sobre esse cara

0 comentários:

Postar um comentário