destaque

destaque
27 de abr de 2013

BEIJAÇO NO LAERTE


Estamos vivendo um momento singular na política brasileira. Figuras "altamente não recomendáveis" chegaram ao poder e a própria falta de preparo dos mesmos tem sido o tiro no pé que vem fazendo uma geração, que muitos diziam apática, exercerem a democracia. Um caso bem ilustrativo foi a nomeação e permanência do deputado Marco Feliciano (PSC-SP) na Comissão de Direitos Humanos da Câmara. Feliciano é preconceituoso ao extremo e vem atacando as "minorias" que deveria representar: gays, negros, mulheres e as religiões que não vão de encontro a sua própria fé, demonstrando então outra grande falha política: ele não sabe o que é Estado Laico. Estão acontecendo grandes manifestações populares por todo o Brasil e movimentos na internet como "Marco Feliciano não me representa" e "Beijos para Feliciano"

Essa semana o cartunista Laerte Coutinho que participou de ato contra Feliciano na praça Roosevelt, em São Paulo, promoveu um beijaço entre cartunistas em forma de protesto e a ação ganhou grande repercussão. 


O Jornal Folha de São Paulo publicou quadrinhos de Angeli, Allan Sieber, Caco Galhardo, André Dahmer, Adão Iturrusgarai e Fernando Gonsales. Essa manifestação pacífica e inteligente caiu no gosto popular e foi criada uma página no facebook intitulada "Beijaço no Laerte". De segundo em segundo chegam desenhos de cartunistas brasileiros e estrangeiros, ilustradores e internautas de todo o Brasil fazendo uma releitura do selinho no Laerte. 

O Pedagogento não podia ficar de fora dessa e foi retratado pelo traço do ilustrador Santiago Régis:


Beijaço no Laerte contra a atuação do deputado Marco Feliciano na Comissão de Direitos Humanos

0 comentários:

Postar um comentário