destaque

destaque
11 de nov de 2014

Conheça o blog Frases de Crianças



O divertidíssimo blog "Frases de Crianças" tem o objetivo de registrar aqueles momentos memoráveis que só a infância pode propiciar. Quem nunca deu muitas gargalhadas ou ficou surpreso com as frases proferidas pelas crianças em seu processo de descoberta do mundo e das relações? 

O blog funciona de forma colaborativa, ou seja, você pode enviar também algumas pérolas de crianças para serem postadas. É só enviar por email para frasesdecriancas@gmail.com.

Esses diálogos e intervenções muitas vezes engraçados começam a partir do momento que a criança vai passando pelo processo de ampliação do vocabulário e de estruturas mais complexas da linguagem e todo seu imaginário e olhar curioso do mundo passa a ser verbalizado. É um momento muito rico para o desenvolvimento cognitivo da criança e deve ser estimulado pelos adultos.

Divirta-se com alguns exemplos de frases que você encontrará no blog:


Arrumando as miniaturas de bichos que tinha, Pedrinho fez uma fila com tigres, leões, leopardos, jacarés, ursos e um tamanduá.
- Olha, pai, estou fazendo uma fila de animais ferozes!
- Mas o tamanduá não é feroz...
- É feroz com as formigas!
(Pedro, 2 anos)

- Rebeca, quando crescer, você vai ser o quê?
- Médica.
- Médica de adultos, de crianças ou de animais?
- Médica de doentes!
(André, 8 anos e Rebeca, 3 anos)

- Nina, quantas folhinhas você já recortou?
- Hum, aqui tem 24.
- Mas eu só preciso de 12.
- 12 tem também.
(Nina, 6 anos)

- Vó, o que é esse pretinho na comida?
- Tempero querida, chama-se orégano.
- Vó, o orégano do meu prato mexeu as asas.
(Isabela, 4 anos)

Fernanda estava brincando com o espelhinho que abre e fecha, quando o irmão perguntou:
- Fê, empresta esse espelho?
- Não é um espelho, é um celular.
- Então me empresta seu celular?
- Desculpe, está sem crédito.
(Fernanda, 3 anos)

- Pai, o herói é o vilão do vilão, né?
(Dante, 5 anos)

No último sábado o Pedro voltou da catequese e falou:
- Mãe, você sabe quais são os dez mandamentos?
Eu me fiz de boba e falei:
- Não lembro, quais são?
- Não roubar. Não matar. Não "pecar contra a castidade"...
Então perguntei:
- 0 que é não pecar contra a castidade?
- Acho que é pra gente não sair do castigo enquanto a mãe da gente não mandar.
(Pedro, 08 anos)

- O que acontece se a pessoa perde o cérebro?
- Ela morre na hora.
- Achei que ela ficava sem imaginação.
(Gabriel, 8 anos)

A caminho da escola:
-Mamãe, o que é telepatite?
-Filho, você quer saber o que é telepatia ou hepatite?
-Pode falar as duas. Eu não sei nenhuma mesmo.
(Samuel, 7 anos)

Pedro vendo minhas fotos de infância, em preto e branco, falou:
- Mãe, quando foi que coloriram o mundo?
(Pedro, 5 anos)

1 comentários:

Luciana Helena at: 1 de janeiro de 2015 07:24 disse...

Que coisa mais linda! :)

Postar um comentário